Conheça as características da linha de parentesco

Entenda como é formado os vínculos de parentesco

O parentesco se configura como o vínculo por consanguinidade (laço de sangue), adoção ou por afinidade, considerando as relações familiares que surgem decorrentes desta relação. Desta forma, os vínculos podem ou não ser biológicos, e organizam-se com linhas que permitem qualificar os graus de proximidade no parentesco.

A relação por consanguinidade é configurada por meio de vínculo sanguíneo, quando há pelo menos um ascendente em comum. O parentesco por afinidade se constitui pelo companheiro, de união estável ou casamento, a partir das relações familiares formadas após a relação. Já o parentesco por adoção é desenvolvido entre o adotante e o adotado, e os familiares da nova família.

A divisão dos graus é feita por meio de estágios de proximidade de vínculos, classificadas em linha reta e colateral. A linha reta é aquela que liga as pessoas por meio de descendência ou ascendência, em grande parte, sanguínea (exceto em casos de adoção). Já a linha colateral, são os parentes provenientes de um só tronco, sem descenderem uma da outra.

Configuração de parentesco no padrão de linha reta ascendente:
– Parentesco de 3o grau: bisavó/bisavô
– Parentesco de 2o grau: avó/avô
– Parentesco de 1o grau: mãe/pai

Configuração de parentesco no padrão de linha reta descendente:
– Parentesco de 1o grau: filha/filho
– Parentesco de 2o grau: neta/neto
– Parentesco de 3o grau: bisneta/bisneto

Configuração de parentesco no padrão de linha colateral:
– Parentesco de 2o grau: irmãos
– Parentesco de 3o grau: tios/sobrinhos
– Parentesco de 4o grau: primos

Configuração de parentesco no padrão de linha colateral por relação afetiva, sem definição de vínculo de parentesco:
– Sogros, cunhados e sobrinhos do cônjuge.