Conheça os dois tipos de reconhecimento de firma

Abrir uma “firma” é o ato de depositar sua assinatura padrão em uma ficha, chamadas de ficha de firma, que fica arquivada em cartório. Reconhecer uma firma significa autenticar sua assinatura, é a garantia de que realmente foi você quem assinou um determinado documento.

Esse procedimento traz mais segurança, já que os envolvidos no contrato terão certeza da idoneidade da assinatura. Assim, evita-se o perigo de fraudes.

Existem dois jeitos para reconhecer uma firma: por autenticidade e por semelhança. Os dois devem ser feitos, obrigatoriamente, por um tabelião ou escrevente autorizado em Cartório de Notas. Entenda a seguir cada um deles.

Reconhecimento por Autenticidade

Certos tipos de contrato, como o de compra e venda de veículos, aceitam apenas esse tipo de reconhecimento.

Essa modalidade acontece quando o interessado assina o documento na frente do oficial de cartório e ele, por sua vez, atesta que a pessoa esteve em sua presença no momento da assinatura e confirma a autenticidade da firma.

Reconhecimento por Semelhança

Neste caso, não é necessária a presença da pessoa interessada, é preciso apenas que o indivíduo já tenha firma aberta na unidade para que o tabelião ou funcionário autorizado faça a comparação entre a assinatura da ficha de firma, anteriormente arquivada, e o novo documento. Após isso, atesta-se ou não a veracidade da assinatura.

Documentos para abertura de firma

Para poder abrir firma o interessado deve comparecer ao cartório com seu RG e CPF originais. O ato é permitido a qualquer pessoa capaz com pelo menos 16 anos.