Você sabe como fazer um testamento vital?

O Testamento Vital pode ser definido pela formalização das vontades de alguém no que se refere a um tratamento de saúde. Através de um ato notarial, uma pessoa pode optar se quer ou não ser mantida por meios artificiais, por exemplo.

O documento é conhecido também pelo nome de Diretivas Antecipadas de Vontade. Ele tem embasamento pelo Conselho Federal de Medicina e é orientado por regras simples. Por meio dele é possível também determinar questões sobre doação de órgãos.

Para lavrar o documento, é preciso comparecer a um cartório de notas, munido dos documentos pessoais e na presença de duas testemunhas. Lembrando que somente com o ato lavrado no tabelionato o documento se torna legal quando questionado pela família ou pela equipe médica.

Em caso de dúvidas, procure o tabelionato de sua confiança!