Reconhecimento de firma por semelhança e autenticidade

Entenda a diferença entre os dois tipos de reconhecimento de assinatura

Em algumas situações, como no documento de venda de um veículo, o reconhecimento de firma é algo indispensável. O ato é realizado pelo Tabelião ou escrevente autorizado, responsável por assegurar que a firma (termo usado para definir a assinatura) de um documento corresponde ao padrão gráfico registrado em Cartório. Existem dois tipos que, apesar da mesma finalidade, são feitos de forma diferente.

Reconhecimento de firma por semelhança

No reconhecimento de firma por semelhança, o Tabelião faz a comparação da assinatura de um documento com a assinatura que consta nos arquivos do Cartório. Caso as duas sejam grafotecnicamente semelhantes, o profissional faz o reconhecimento e declara que a assinatura apresentada segue os padrões registrados na serventia.

Reconhecimento de firma por autenticidade

Já o reconhecimento de firma por autenticidade é feito pessoalmente, quando o documento é assinado na presença do Tabelião ou funcionário autorizado. Além disso, o interessado em reconhecer a assinatura deve apresentar um documento de identidade e assinar o documento e o Livro de Termo de Comparecimento. Em seguida o Tabelião atesta que a pessoa foi até a serventia e, em sua presença, foi identificado e assinou o documento.

O que é necessário para abrir firma?

Para abrir firma, ou seja, cadastrar uma ficha de firma em um cartório, o interessado deve comparecer até uma serventia com o RG e CPF originais (não vale cópia autenticada). A pessoa preencherá esse formulário com seus dados e depois assinará duas vezes. Em seguida, os dados são inseridos no sistema e pronto, a firma está aberta no respectivo Cartório.

Procure um Tabelionato de Notas mais próximo e saiba mais!